Ano 1 - nº 4 - Agosto/Novembro de 2009


MORELLA
Eu olhava minha companheira Morella com um sentimento de profunda – embora singularíssima – afeição.

conto de Edgar Allan Poe
LIGEIA
Juro pela minha alma que não me lembro como, quando, ou mesmo precisamente onde, conheci lady Ligeia.
conto de Edgar Allan Poe
A VIDA E A OBRA DE EDGAR ALLAN POE
artigo de Rubens Francisco Lucchetti

CONFISSÃO DE EDGAR ALLAN POE
por Giovanni Papini
EDGAR ALLAN POE
por H. P. Lovecraft
A INFLUÊNCIA DE POE
por Otto Maria Carpeaux
POE, UM DOS GRANDES GÊNIOS DA HUMANIDADE
por John Macy
POE PRÓXIMO DE ARISTÓTELES
por Danforth Ross
POE E O TERROR REAL
por Oscar Mendes
AS TEORIAS DE POE SOBRE O CONTO
por José Paulo Paes
POE E A “UNIDADE DE IMPRESSÃO”
por Brenno Silveira
POE - HÁBIL ARTESÃO
por Walter Blair, Theodore Hornberger & Randall Stewart
O ESTRANHO PRÓXIMO DO FANTÁSTICO
por Tzvetan Todorov
POE E O ARDOR INFÁTIGÁVEL PELO IDEAL
por Charles Baudelaire
VIRGINIA POE, UM MODELO PARA DIVERSAS PERSONAGENS
por Hervey Allen
AS PERSONAGENS FEMININAS DE POE
por J. K. Huysmans
A IMAGINAÇÃO DE POE
por Marcus Cunliffe
SE POE FOSSE FRANCÊS...
por Camille Paglia
POE - DE ESCRITOR MALDITO A AUTOR RECONHECIDO
por Arthur Rosenblat Nestrovski
O ARTISTA COMO UM PLAGIADOR
por Henry Thomas & Dana Lee Thomas
POE, UM GIGANTE DA LITERATURA
por Roberto Muggiati
METZENGERSTEIN - O CONTO
por Constantino Paleólogo
METZENGERSTEIN - O FILME
por Fernando Ferreira
A POESIA DE POE
por Ary de Mesquita
ALGUMAS PALAVRAS A RESPEITO DE EDGAR ALLAN POE
por Oswaldino Marques
ALGUMAS PALAVRAS A RESPEITO DE “O CORVO”
por Hélio do Soveral
A OBRA-PRIMA DE POE
por Mário Gonçalves Viana
UM POEMA “TRADUZÍVEL”
ANNABEL LEE
um poema de Edgar Allan Poe
ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE EDGAR ALLAN POE
por Samir Najar
(especial para o Jornal do Cinema)
“POE TINHA MUITA VAIDADE DO SEU PODER DE RACIOCÍNIO”  
por John Macy
O MÉTODO DE EDGAR ALLAN POE
por Pierre Boileau & Thomas Narcejac
E AS HISTÓRIAS DE DETETIVE & MISTÉRIO TIVERAM INÍCIO COM... UM ORANGOTANGO
artigo de Marco Aurélio Lucchetti
AS IMPOSSIBILIDADES EM “OS CRIMES DA RUA MORGUE”...
ORA, O DIABO QUE RESOLVA!

artigo de Rubens Francisco Lucchetti

O QUE DISSERAM SOBRE WILLIAM WILSON
EDGAR ALLAN POE E A FICÇÃO CIENTÍFICA
artigo de Roberto de Sousa Causo
D. W. GRIFFITH E EDGAR ALLAN POE
artigo de Marco Aurélio Lucchetti
OS AMORES DE EDGAR ALLAN POE
artigo de Rubens Francisco Lucchetti
 
 
POE E OS FILMES
por Marco Aurélio Lucchetti