Ano 2 - nº 5 - Dezembro de 2009/Fevereiro de 2010


O FILME DO MÊS:

Um diretor novato, um ramo hostilizado e o nascimento de uma obra-prima






artigo de João Rodolfo Franzoni

O QUE DISSERAM SOBRE A FAMA E O SUCESSO

Brigitte Bardot: A glória é um manto pesado demais para eu carregar.
Mel Gibson: Eu não sei se é fácil explicar o fenômeno da fama. É algo com que você tem de aprender a conviver. Os resultados do estrelato podem acabar com você. Alguns aspectos não são agradáveis. Eu não posso ser como eu era antes de ser um ator famoso.
Jodie Foster: (A fama) pode levar-nos a viver uma vida que não é a nossa.
Mel Brooks: Toda pessoa famosa é meio decepcionante na vida real, porque ninguém consegue ser a essência editada de si mesmo.
Terence Stamp: Eu imaginava que a glória transformaria inteiramente a minha vida, quero dizer, que me transformaria por dentro, que eu poderia ser feliz. Quando descobri que nada disso acontecera, caí na maior depressão.  Tranquei-me em casa, passei um tempão sem receber ninguém (...).
Marilyn Monroe: Um dia a fama passará. E adeus fama, eu te tive. Se ela passar, eu sempre soube que ela era volúvel. Foi algo que experimentei, mas não  é a essência do que vivo.
Robert Redford: (...) a fama é muito superficial e passageira. Vai e vem muito depressa. Nunca me deixei enganar pela fama... e por isso consegui sobreviver.
Marlene Dietrich: Se fama fosse sinônimo de fortuna, não seria formidável?
Charles Chaplin: Nem a fama nem a prosperidade jamais me tirarão da consciência a idéia da derrota e o medo da pobreza, as palavras ofensivas, as privações cruéis que sofri em Londres, quando jovem.
Jessica Alba: As pessoas do mundo da Música são mais divertidas, porque não se levam tão a sério e encaram a fama com bom humor, enquanto os atores...
Brigitte Bardot: Nem sempre é agradável ser uma celebridade. De certo modo, gosto de ser célebre; mas também me amedronta. Dá-me a impressão de que sou livre... de que posso fazer tudo o que me agradar... mas, na realidade, não posso fazer nada. Não posso dar um passo sem que haja gente rodeando-me.
Marilyn Monroe: Quando somos célebres, cada uma das nossas fraquezas é amplificada ao máximo.
Brigitte Bardot: (...) não posso andar à vontade, circular pelas ruas, como todo mundo. As pessoas me cercam, me pedem fotos, ou então dizem coisas desagradáveis.
Marilyn Monroe: A celebridade, em geral, desperta inveja.
Gore Vidal: Sempre que um amigo meu faz sucesso, eu morro um pouco.
Brigitte Bardot: Minha glória é construída uma parte de vento e outra – enorme – de ódio. Um mundo de gente sente ódio de mim.
Jodie Foster: Não gosto da fama e nem de dar autógrafos.
Brigitte Bardot: A fama é uma coisa divertida durante seis meses, um ano no máximo. Depois, é insuportável, a não ser para quem é particularmente estúpido.
Robert Redford: Ser reconhecido envaidece no início; quando você é ator e é desconhecido, o anonimato pode ser arrasador. Mas (...) é  como no Natal: os primeiros momentos em volta da árvore são incríveis, então os brinquedos começam a quebrar e a amontoar-se pela casa, as contas vão chegando... e o encanto termina depressa.
Marilyn Monroe: Ser célebre não significa felicidade total. Mesmo para uma criatura que é órfã, como eu, é uma coisa muito fugitiva. E, além disso, ser célebre não dá repouso a ninguém. Ser célebre é como o caviar: muito agradável, delicioso, mesmo; mas todos os dias... acaba enjoando.
Madonna: O pior é  a falta de privacidade, não poder sair a pé pelas ruas sem ser importunada (...). É uma faca de dois gumes. Eu cresci dizendo que queria ser alguém. Fiz tudo para parecer diferente, vestindo-me diferente, tentando ser diferente. Finalmente, quando se consegue aquilo que a gente ficou a vida inteira procurando, aí você passa o resto da vida tentando se esconder. É muito esquisito.
Fred Allen: Uma celebridade é uma pessoa que trabalha duro a vida inteira para se tornar conhecida e depois passa a usar óculos escuros para não ser reconhecida.
Oscar Wilde: Se houver coisa pior do que a fama, é justamente não ter fama.
Andy Warhol: No futuro, todo mundo será mundialmente famoso durante quinze minutos.
Robert E. Howard: O mundo não tem interesse em corações sangrentos, tudo que importa é o sucesso conquistado e nada mais.
Marilyn Monroe: Sinceramente, eu acredito que cada um tem o sucesso que merece.
Fernanda Galan: (...) sucesso é estar feliz consigo e passar isso pros outros.
Vanessa Williams: Sucesso é a melhor revanche.
Julio Iglesias: (...) penso no sucesso em primeiro lugar. Sempre. Não me preocupo se gosto ou não de alguma canção. O público precisa comprar; o que penso a respeito é secundário.
Gustave Flaubert: Que é a glória? É ouvir um monte de asneiras a seu respeito.
Mae West: Quando a gente faz sucesso, falam sobre nós o tempo todo. Quanto a mim, nego tudo, até falar com meu advogado.
Madonna:
É  duro estar na boca e nos olhos do público, principalmente quando uma parte da imprensa se preocupa, antes de informar, em saciar a curiosidade dos mais cruéis. Eles querem ouvir sujeiras a seu respeito, como se isso diminuísse a culpa pelos seus próprios defeitos e fraquezas. A minha privacidade, o meu espaço pessoal, definitivamente não são assuntos para serem tratados nas páginas dos jornais.
Gisele Bündchen: Não acredito que as pessoas gostem de ver suas fotos publicadas em tablóides – com exceção de algumas que prefiro não citar. Definitivamente, não sou uma dessas pessoas. Sou muito reservada. Gosto de ficar em casa e fazer minhas coisas tranqüilamente. Detesto gente invadindo minha privacidade. Odeio falar sobre minha intimidade. Acho que deveria existir uma lei contra invasão de privacidade.
Naomi Campbell: Procuro não ler nada que saia na imprensa a meu respeito. Já enfrentei muita inveja, muito ciúme, principalmente de gente que não admitia meu sucesso.
Irving Berlin: A pior coisa do sucesso é que você tem de continuar sendo um sucesso.
Adriane Galisteu:
É muito difícil permanecer um ano inteiro na mídia. Se eu consegui, não é por nenhuma estratégia planejada de marketing; mas porque eu nunca me acomodei com um pequeno sucesso. Sempre quis mais, sempre estou buscando uma novidade.
Elias Canetti: O sucesso só tem ouvidos para o aplauso. É surdo para o resto.
Mirabeau: Para conseguir certo sucesso no mundo, é preciso estrangular a consciência.
Bernard Shaw: O segredo do sucesso é ofender o maior número possível de pessoas.
Beba Loncar: Para mim o sucesso só vale a pena quando a gente mantém a auto-estima. Acho que a gente pode conseguir o que quer sem abrir mão de certos princípios.
Maria Grazia Cucinotta: Aos dezesseis anos tinha muitos sonhos, metas que queria alcançar, não só no âmbito profissional, mas também em relação ao mundo que iria encontrar no futuro e que os meus filhos (...) acabariam por herdar. Se com a minha fama pude ajudar a chamar a atenção das pessoas para estes assuntos, então as capas, as entrevistas e as fotografias já valeram a pena (...).
T. G. Novais: Para conquistar a fama e o sucesso, a pessoa precisa autopromover-se, pois, como dizem, “a publicidade é a alma do negócio”.
Brigitte Bardot: Eu seria a última pessoa interessada em publicidade...

QUEM É QUEM
Adriane Galisteu – modelo e apresentadora brasileira de televisão
Andy Warhol (1926-1987) – artista plástico norte-americano
Beba Loncar – atriz iugoslava
Bernard Shaw (George Bernard Shaw, 1856-1950) – escritor e dramaturgo irlandês
Brigitte Bardot – atriz francesa
Charles Chaplin (Charles Spencer Chaplin, 1889-1977) – cineasta e ator inglês
Elias Canetti (1905-1994) – escritor búlgaro
Fernanda Galan – modelo fotográfico, dançarina e strip-teaser brasileira
Fred Allen (1894-1956) – humorista e radialista norte-americano
Gisele Bündchen – top model brasileira
Gore Vidal – escritor norte-americano
Gustave Flaubert (1821-1880) – escritor francês

Irving Berlin (pseudônimo de Israel Balin, 1888-1989) – compositor norte-americano de origem judaica
Jessica Alba – atriz norte-americana
Jodie Foster – (pseudônimo de Alicia Christian Foster) – atriz norte-americana
Julio Iglesias – cantor espanhol
Madonna (Madonna Veronica Louise Ciccone) – cantora e atriz norte-americana
Mae West (1892-1980) – comediante e atriz norte-americana
Maria Grazia Cucinotta – atriz italiana
Marilyn Monroe (pseudônimo de Norma Jean Baker, 1926-1962) – atriz norte-americana
Marlene Dietrich (pseudônimo de Maria Magdalena von Losch, 1901-1992) – atriz e cantora alemã naturalizada norte-americana
Mel Brooks (pseudônimo de Melvin Kaminsky) – comediante e cineasta norte-americano
Mel Gibson – ator australiano-estadunidense
Mirabeau (1715-1789) – economista francês
Naomi Campbell – top model britânica
Oscar Wilde (Oscar Fingal O’Flahertie Wills, 1854-1900) – escritor inglês
Robert E. Howard (Robert Erwin Howard, 1906-1936) – escritor norte-americano
Robert Redford (Charles Robert Redford Jr.) – ator e cineasta norte-americano
Terence Stamp – ator inglês
T. G. Novais (1927-2008) – jornalista, escritor e tradutor nascido no Brasil
Vanessa Williams – atriz norte-americana
AGUARDE: NÚMERO ESPECIAL SOBRE O WESTERN

UM FILME,
UMA CRÍTICA

por José Domingos de Moraes & Pedro Tamen

O GRANDE GOLPE


Stanley Kubrick foi buscar a sua história a um medíocre romance policial do escritor norte-americano Lionel White...
O CINEMA E O ESPAÇO GEOGRÁFICO (URBANO)
por Denise de Oliveira Veneziano
EM BUSCA DOS FILMES PERDIDOS NA MEMÓRIA
por Aurélio P. Cardoso
VELHO EQUÍVOCO
por Menalton Braff
A HISTÓRIA DOS PEQUENOS ESTÚDIOS INDEPENDENTES DE HOLLYWOOD - MONOGRAM PICTURES CORPORATION
por Divino Rodrigues da Silva
O ENCONTRO DE DOIS MESTRES DO TERROR
 
SINO DE NATAL
por Rubens Francisco Lucchetti
SUPLEMENTO
O HARD-BOILED, O FILME NOIR E OS QUADRINHOS
artigo de Marco Aurélio Lucchetti
MANDRAKE, O MÁGICO
artigo de Marco Aurélio Lucchetti
ZÉ DO CAIXÃO E OS QUADRINHOS
artigo de Marco Aurélio Lucchetti
SOB O DOMÍNIO DE EROS - O EROTISMO NOS QUADRINHOS
artigo de Marco Aurélio Lucchetti
A UMA JOVEM QUE SE VANGLORIAVA DE SUA BELEZA
um poema de Safo
TRÓIA
um poema de Lord Byron
A GRAÇA DE HELENA DE TRÓIA
por John Addington Symonds
UMA EXPERIÊNCIA INESQUECÍVEL
por Loren Eiseley
AS HISTÓRIAS DE FANTASMAS DE M. R. JAMES
por H. P. Lovecraft
UMA HISTÓRIA DE FANTASMA
um conto de M. R. James
DIA AMARGO, MARAVILHOSO
por Rubens Francisco Lucchetti