Ano 6 - nº 19 - maio/agosto de 2014

QUANDO O DIA ACABA E CHEGA A NOITE
Rubens Francisco Lucchetti



Quando o dia acaba e chega a noite,
ele se põe, no alto da colina,
a aldeia adormecida a olhar.
Então, com asas de morcego,
eleva-se aos céus em treva, em busca do lenitivo da vida
para seu estado de morte.



E, lá, no alto dos céus,
vê a linda donzela sonhar
e, em seu sono, murmurar:
– Oh, meu querido, vem.
Aguardo-te em meu leito,
com o coração a bater forte.
Anseio pelos beijos teus.
Leva-me para teu reino.



Triste a recordar
seus idos tempos de outrora,
quando lhe era ainda dado sonhar,
ele se põe a perguntar:
“Para que deixar
que essa donzela conheça
o
‘outro’ despertar?”

 

Rubens Francisco Lucchetti é ficcionista e roteirista de Cinema e Quadrinhos