Ano 4 - nº 13 - junho/setembro de 2012

ALGUMAS CURIOSIDADES SOBRE O FILME SORTILÉGIO DE AMOR
Marco Aurélio Lucchetti



Sortilégio de Amor (Bell, Book and Candle, 1958) é uma comédia romântica, baseada numa peça de John Van Druten, que fez sucesso na Broadway (ela permaneceu em cartaz por mais de um ano; e os papéis principais foram interpretados por Rex Harrison e Lilli Palmer) e que, de acordo com algumas opiniões, foi levemente inspirada num filme estrelado por Veronica Lake e dirigido por René Clair, Casei-me com uma Feiticeira (I Married a Witch, 1942).



Existem certas semelhanças entre a história de Sortilégio de Amor e a série de televisão A Feiticeira (Bewitched, 1964-1971), que enfoca o dia-a-dia de uma linda bruxa, Samantha (Elizabeth Montgomery), casada com um mortal, um publicitário (interpretado, inicialmente, por Dick York; e, depois, por Dick Sargent).



A direção de fotografia de Sortilégio de Amor foi do lendário James Hong Howe, um dos maiores iluminadores do cinema norte-americano; e a direção, de Richard Quine, que muitos críticos, como o francês Georges Sadoul (ver  Dicionário dos Cineastas/Dictionnaire des Cinéastes, Lisboa, Livros Horizonte, 1980, p. 243), consideram um diretor “de segundo plano”, mas, que na verdade, era um cineasta refinado (para comprovar isso, basta assistir a O Nono Mandamento/Strangers When We Meet, Quando Paris Alucina/Paris When It Sizzles, Como Matar Sua Esposa/How to Murder Your Wife e Coitadinho do Papai, Mamãe Pendurou Você no Armário e Eu Estou muito Triste/Oh, Dad, Poor Dad, Mama’s Hung You in the Closet and I’m Feeling So Sad).



O roteirista de Sortilégio de Amor, Daniel Taradash, recebeu, na noite de 25 de março de 1954, o Oscar de Melhor Roteiro pelo roteiro de A Um Passo da Eternidade (From Here to Eternity, 1953), adaptado do romance homônimo de James Jones.



Quando foi lançado, Sortilégio de Amor fez um sucesso razoável, sendo um dos melhores representantes do tipo de comédia sofisticada que Hollywood costumava realizar na década de 1950.



Em Sortilégio de Amor, James Stewart e Kim Novak, que haviam estrelado Um Corpo Que Cai (Vertigo, 1958, direção de Alfred Hitchock), voltaram a trabalhar juntos.



Sortilégio de Amor conta a história de Gillian Holroyd (Kim Novak), uma linda, jovem e elegante feiticeira moderna. Gillian é proprietária de uma loja de arte primitiva africana em Nova York, tem um gato siamês (na verdade, ele é um espírito enfeitiçado em forma de animal, que deve obedecer às ordens de sua dona) chamado Pyewacket e deseja levar uma vida normal. Certo dia, uma véspera de Natal, Gillian conhece seu vizinho, o editor Sheperd “Shep” Henderson (James Stewart), e decide que ele é o homem ideal para ela. A partir daí, “Shep” fica enfeitiçado por Gillian, mesmo estando para se casar com outra mulher, Merle Kittridge (Janice Rule), uma enjoada garota da alta sociedade.



Ainda que muitos críticos cinematográficos consideram Kim Novak uma atriz pouco talentosa, ela está perfeita em Sortilégio de Amor. Penso que nenhuma outra estrela hollywoodiana do final dos anos 1950 – estrelas essas com idade entre 22 e 28 anos – interpretaria melhor Gillian Holroyd. A personagem parece ter sido criada especialmente para Kim (assistam ao filme e vejam se não tenho razão), dona de uma sensualidade natural e de um belo rosto em que se misturam, em doses precisas, o vulgar e o mistério.



Durante grande parte de Sortilégio de Amor, Kim Novak anda descalça, o que obrigou o estúdio a contratar um profissional para manter os pés da estrela aquecidos o tempo todo.



O figurino usado por Kim Novak em Sortilégio de Amor foi o mais caro usado até então por uma estrela de Cinema.



Na época em que Sortilégio de Amor estava sendo filmado (as filmagens iniciaram-se em fevereiro de 1958), uma tempestade inundou a varanda da casa de Kim Novak. Quando a atriz voltou do estúdio, encontrou uma turma de vizinhos, todos homens, oferecendo-se para ajudar no serviço de limpeza.



Kim Novak sempre gostou de gatos siameses. Quando se mudou para Hollywood, trouxe consigo um. Portanto, deve ter adorado ao saber que sua personagem em Sortilégio de Amor tinha um gato siamês.







Pyewacket viveu com Kim Novak alguns meses antes de a fita começar a ser realizada, para ficarem familiarizados um com o outro. E, depois que as filmagens terminaram, Kim o adotou permanentemente, dizendo: “Estamos tão acostumados um com o outro, que não suporto a idéia de me separar dele.”



Quando Sortilégio de Amor começou a ser rodado, Mac Krim, o fiel apaixonado de Kim Novak, enviou-lhe um buquê de flores com um bilhete que dizia: “Para a mais linda feiticeira do mundo.”



Hermione Gingold e Elsa Lanchester, duas atrizes veteranas, estão no elenco de Sortilégio de Amor, interpretando feiticeiras. E, segundo uma declaração dada na época por Kim Novak, elas a ajudaram a compor sua personagem no filme.