Ano 4 - nº 12 - Fevereiro/Maio de 2012


O FILME DO MÊS:

Um mosaico da atual crise moral com ousadia para não enfeitar






artigo de João Rodolfo Franzoni

O QUE DISSERAM SOBRE A NUDEZ - PARTE 2 (FINAL)

Samantha Emily Wolov: Pessoas nuas podem ser sensuais, podem ser belas; mas, a não ser que estejam fazendo alguma coisa sexual, não são eróticas.
Neve Campbell: (Nudez) não é para mim.
Monica Vitti: Acho que o corpo só deve pertencer a nós mesmas e ao homem que amamos. (...) Playboy ofereceu-me uma fortuna para posar nua. Recusei.
Hugh Hefner: O verdadeiro pervertido é o homem que não gosta, de vez em quando, de olhar para uma moça nua.
Ashlyn Gere: Hoje, as garotas que antes queriam ser Miss América sonham em aparecer na Playboy.
Lisa MacKay: Posar para a Playboy foi a realização de um grande sonho.
Veronica Castiñeira: A realização de toda mulher bonita é se despir para Playboy.
Gale Olson: Penso que todas as garotas bonitas desejam ser playmates, e eu não sou nenhuma exceção.
Victoria Fuller: Sempre desejei aparecer na Playboy. Muitas mulheres também querem fazer isso, mas acham que nunca serão aceitas.
Audra Lynn: Nunca em um milhão de anos eu achei que fosse ser escolhida como playmate. Chamei minhas colegas de apartamento, o açougueiro, o patrulheiro da rua... Contei pra todo mundo! Nunca me achei sexy ou pensei que poderia ser sensual. Mas Playboy mostrou esse lado desconhecido que eu tenho.
Carmella DeCesare: Quando fui eleita playmate do ano, fui correndo contar pra minha mãe, depois pro pessoal do escritório. Todo mundo ficou superempolgado.
Petra Verkaik: Posar para a Playboy é como fazer parte de uma obra de arte.
Katia Fernandez: Playboy é arte, e toda mulher tem algo sexy para mostrar.
Beata Hargitai: Eu adoraria ficar nua para a Playboy todos os dias.
Lindsey Vuolo: Achava que as modelos das capas de Playboy não eram reais. Agora sei que elas são ainda mais lindas de perto. E perfeitas.
Pilar Lastra: Eu era contra fazer qualquer nudez; mas, quando Playboy me convidou para posar, eu soube que era uma chance que não poderia desperdiçar.
Heather René: Posar para a Playboy foi uma honra e uma oportunidade maravilhosa.
Monique St. Pierre: Nunca pensei que ter aparecido na Playboy viria a ser um acontecimento tão importante na minha vida.
Ava Fabian: A Playboy mudou a minha vida. Aproveitei todas as oportunidades que tive durante três anos, sendo modelo e viajando por todo o mundo. Depois, apareci em anúncios e em muitos filmes.
Susan Bernard: Pensei muitas vezes no que teria sido a minha vida sem a Playboy. Talvez não fosse agora escritora (...).
Frances Kaye: Fazer Playboy certamente me ajudou a ficar mais confortável comigo mesma.
Rachel Jéan Marteen: (...) a Playboy ensinou-me a sentir-me confortável comigo mesma, e não tenho vergonha de me despir.
Divini Rae: Posar para Playboy me ajudou a encontrar minha sensualidade.
Lani Todd: (Ao posar nua,) você tem que aprender a relaxar e deixar fluir. O ponto é não tentar parecer sensual. O ponto é ser sensual.
Amanda Duncan: (...) eu tentei ser o mais sensual possível.
Angela Inkova: Demorou um tempo até descobrir como me sentir sensual, quente e natural em frente à câmera.
Michelle Bernard: A sensualidade está na aura feminina (...).
Rebecca Ramos: Posei nua com 35 anos e sou a playmate mais velha da história! Isso rompeu um tabu. (...) É um belo incentivo pras mulheres de trinta, não?
James Larson: Mostramos em nossas páginas mulheres de diferentes formas e tamanhos.
Jean Cannon: Posei para a Playboy somente porque meu marido apostou que eu nunca seria capaz.
Dulce Neves: A Playboy até ajuda, abre uma porta para quem começa. Mas a imagem da foto nua nunca se apaga. Tem que ter cuidado.
Tiffany Lang: As pessoas deduzem que, porque você posou nua, você é fácil. Isso não é verdade!
Carina Persson: (...) o fato de as pessoas estarem vestidas ou nuas não tem importância.
Hal Adams: Nunca mostro a verdadeira nudez. Não sou pudico, creio apenas que uma fotografia é mais erótica se a mulher tiver algo vestido.
Tiffany Lang: As roupas foram criadas pelo homem, a nudez é natural.
Elizabeth Snow: Eu fico totalmente confortável nua. Para falar a verdade, adoraria abrir uma colônia naturista um dia.
Tailor James: Sempre curti ficar nua. Tenho várias fotos de infância em que apareço correndo pelada com meus primos.
Patti McGuire: A areia, o mar me fascinam; ainda mais se posso passar uma semana nua sob o sol.
Brandie Moses: Eu gosto de ficar nua sempre que possível.
Michele Rogers: (...) ando nua em casa. Só ponho roupa pra sair, mas pouca roupa!
Leila Diniz: Gostaria de andar nua, por dentro e por fora.
Nelson Rodrigues: Só o rosto é indecente. Do pescoço para baixo, podia-se andar nu.
Charles MacFarland: Acho que o naturismo está vencendo gradualmente. Com o tempo, as pessoas poderão sair nuas em qualquer lugar.
Justine Lowes: Eu gostaria de andar nua pela rua, só para ver a reação das pessoas.
Jeanne Moreau: (...) não sinto necessidade de andar sem roupa pelas ruas.
Catherine Millet: Eu não saio por aí nua (...).
Marlene Dietrich: (A nudez é) fácil para o bonito, difícil para o feio.
Raquel Welch: Eu sou esplêndida nua (...).
Sylvia Kristel: Muitas vezes, nua, diante do espelho, descubro o meu tipo preferido: eu mesma.
Angelo Frontoni (respondendo à pergunta: “Em geral, uma mulher que será fotografada nua pode prejudicar o trabalho com sua inibição. Existe um jeito particular para desinibi-la?”): Claro que todos nós somos obrigados a ter nossas táticas particulares. Eu, por exemplo, jamais faço a mulher tirar a roupa imediatamente. Não pensem que faço a modelo a ser fotografada entrar no estúdio já com tudo de fora. Gosto de ir despindo-a vagarosamente, até que se sinta totalmente à vontade. Tudo funciona como num strip-tease, no qual as partes do corpo vão sendo mostradas muito lentamente.
Grigori Galitsin (respondendo à mesma pergunta): Procuro sempre me manter em forma fisicamente, conservar um aspecto mais jovem. Acho que ajuda as garotas a se sentirem melhor. Minha assistente e namorada, Valentina, geralmente faz as primeiras fotos para descontrair.
Otto Stupakoff (também respondendo à mesma pergunta): Sempre tive intimidade – não intimidade sexual – com as modelos. Com essa proximidade, pode-se tirar algo extraordinário mesmo de uma modelo que não seja tão bela.
Bob Wolfenson (dando sua resposta à mesma pergunta): Não tenho nenhuma estratégia deliberada para ganhar a confiança delas; mas fico brincando, já falo uma barbaridade aqui e ali...
J. R. Duran (respondendo à pergunta: “Há mulheres que se orgulham particularmente de certas partes de seus corpos?”): Claro; mas, do ponto de vista do fotógrafo, o mais importante não é um peitinho ou uma bundinha bonita. O importante são as proporções. Tudo, para a câmera, é proporção. A distância da cabeça aos seios, destes ao umbigo, o cumprimento da perna em relação ao tronco etc. Não importa que ela seja alta ou baixa, tenha muito ou pouco busto etc. Importam as proporções.
Valentin: Mulher nua em pôster, estatelada na parede, por mais bonita e artística que seja, depois de três dias perde o interesse.
Brigitte Bardot: Um corpo de mulher é algo lindo, artístico e estético. Quando uma mulher o revela plenamente, deve fazê-lo de forma romântica, com toques de bom gosto. Mas o que se faz hoje não tem arte, nem cultura; é vulgar.

QUEM É QUEM

Amanda Duncan – modelo fotográfico da Playboy
Angela Inkova – modelo fotográfico da Playboy
Angelo Frontoni – fotógrafo italiano
Ashlyn Gere – atriz pornô norte-americana
Audra Lynn – modelo fotográfico da Playboy
Ava Fabian – modelo fotográfico da Playboy
Beata Hargitai – modelo fotográfico da Playboy
Bob Wolfenson (Roberto Wolfenson) – fotógrafo brasileiro
Brandie Moses – modelo fotográfico da Playboy
Brigitte Bardot – atriz francesa
Carina Persson – modelo fotográfico da Playboy
Carmella DeCesare – modelo fotográfico da Playboy e playmate do ano de 2004
Catherine Millet – intelectual francesa
Charles MacFarland – fotógrafo norte-americano
Divini Rae – modelo fotográfico da Playboy
Dulce Neves – modelo brasileira
Elizabeth Snow – modelo fotográfico da Playboy
Frances Kaye – modelo fotográfico da Playboy
Gale Olson – modelo fotográfico da Playboy
Grigori Galitsin – fotógrafo russo
Hal Adams – fotógrafo norte-americano
Heather René – modelo fotográfico da Playboy
Hugh Hefner – editor norte-americano, fundador da revista Playboy
James Larson – diretor de arte da Playboy
Jean Cannon – modelo fotográfico da Playboy
Jeanne Moreau – atriz francesa
J. R. Duran (Josep Ruaix Duran) – fotógrafo brasileiro de origem espanhola
Justine Lowes – modelo fotográfico da Playboy
Katia Fernandez – modelo fotográfico da Playboy
Lani Todd – modelo fotográfico da Playboy
Leila Diniz (Leila Roque Diniz, 1945-1972) – atriz brasileira
Lindsey Vuolo – modelo fotográfico da Playboy
Lisa MacKay – modelo fotográfico da Playboy
Marlene Dietrich (pseudônimo de Maria Magdalena von Losch, 1901-1992) – atriz e cantora alemã naturalizada norte-americana
Michele Rogers – modelo fotográfico da Playboy
Michelle Bernard – modelo fotográfico da Playboy
Monica Vitti – atriz italiana
Monique St. Pierre – manequim nascida na Alemanha, modelo fotográfico da Playboy e playmate do ano de 1979
Nelson Rodrigues (1912-1980) – escritor, jornalista e dramaturgo brasileiro
Neve Campbell – atriz norte-americana
Otto Stupakoff – fotógrafo brasileiro
Patti McGuire – modelo fotográfico da Playboy e playmate do ano de 1977
Petra Verkaik – modelo fotográfico da Playboy
Pilar Lastra – modelo fotográfico da Playboy
Rachel Jeán Marteen – modelo fotográfico da Playboy
Raquel Welch (Racquel Tejada) – atriz norte-americana
Rebecca Ramos – modelo fotográfico da Playboy
Samantha Emily Wolov – fotógrafa norte-americana
Susan Bernard – modelo fotográfico da Playboy
Sylvia Kristel – atriz holandesa
Tailor James – modelo fotográfico da Playboy
Tiffany Lang – modelo fotográfico da Playboy
Valentin – fotógrafo brasileiro
Veronica Castiñeira – modelo, socialite e empresária paraguaia
Victoria Fuller – modelo fotográfico da Playboy

CINEMATECA por Rubens Francisco Lucchetti

VERSÃO ROMANCEADA DO FILME EM BUSCA DE UM SONHO

 

ALGUMAS CURIOSIDADES SOBRE O FILME EM BUSCA DE UM SONHO
por Marco Aurélio Lucchetti

FOLHETIM

 


CARMILLA
Em toda e qualquer relação de autores de histórias de vampiros não pode faltar o nome do irlandês Joseph Sheridan Le Fanu (1814-1873).
Le Fanu foi o criador da célebre vampiresa Carmilla Karnstein, cuja história continua sendo publicada na íntegra, em capítulos, no Jornal do Cinema.
AS MÁSCARAS DO PAVOR
uma história (em capítulos) de R. F. Lucchetti
O FANTASMA DE GREENSTOCK
uma história (em capítulos) de R. F. Lucchetti
OS AMANTES DA SENHORA POWERS
uma história (em capítulos) de R. F. Lucchetti
AGUARDE: NÚMERO ESPECIAL SOBRE ALFRED HITCHCOCK

UM FILME,
UMA CRÍTICA

por Fernando Duarte

O TERCEIRO TIRO


Este filme tem uma história insólita, que só no final se esclarece e ao longo da qual se passam as coisas mais estranhas, mais bizarras e mais chocantes.
GENTE QUE FAZ CINEMA  
JULIANNE MOORE
UMA ATRIZ INCANSÁVEL E GARANTIA DE INTENSIDADE EM CENA - PARTE 4 (FINAL)
por João Rodolfo Franzoni

O QUE PENSO DE JERRY LEWIS
por Marilyn Monroe
TENTANDO REATAR UMA VELHA AMIZADE
por Jerry Lewis
APRENDENDO A VIVER
por Hedda Hopper
O PROFESSOR ALOPRADO
por Yves Boisset
UMA COMÉDIA INSPIRADA EM O MÉDICO E O MONSTRO
O PROFESSOR ALOPRADO, UMA CRÍTICA À SOCIEDADE AMERICANA
por Robert Benayoun
TRÊS EM UM SOFÁ
por Ely Azeredo
O FOFOQUEIRO
por Sérgio Augusto
A HISTÓRIA DE UMA BONECA
por Gene Tierney
VIAJANDO COM PETER PAN
artigo de Perce Polegatto
MEMÓRIAS DE UM CINÉFILO
artigo de Rubens Francisco Lucchetti
AS MUSAS DO CINEMA

Filha de imigrantes russos, Natalie Wood (Natalia Nikolaevna Zakharenko, 1938-1981) nasceu em San Francisco, na Califórnia.
Tornou-se atriz de Cinema ainda criança e, antes de completar dezessete anos de idade e estrelar, ao lado de James Dean, o clássico
Juventude Transviada (Rebel Without a Cause, 1955), já havia aparecido em cerca de vinte fitas.
Dentre os muitos filmes em que trabalhou, destaca-se
Em Busca de um Sonho (Gypsy, 1962).

 
SUPLEMENTO
THE SPIRIT - PARTE 2
por Marco Aurélio Lucchetti
CHERCHEZ LA FEMME!
artigo de Marco Aurélio Lucchetti
MARIA ERÓTICA
artigo de Marco Aurélio Lucchetti
MORT WALKER E A CRIAÇÃO DE BEETLE BAILEY
artigo de Marco Aurélio Lucchetti
RECRUTA ZERO
artigo de Marco Aurélio Lucchetti
AFINAL, QUANTO VALE UM DESENHO ORIGINAL DE HISTÓRIA EM QUADRINHOS?
por Mort Walker
JANE, A PRIMEIRA E ÚNICA PIN-UP DOS QUADRINHOS INGLESES
artigo de Marco Aurélio Lucchetti
UMA STRIP GIRL PROTAGONISTA DE UMA GIRL STRIP
artigo de Ronaldo Corrêa Haenel
ALGUMAS PALAVRAS A RESPEITO DE ONDE ESTÁ BLONDIE?
por Rubens Francisco Lucchetti
SUSAN E O VAMPIRO
um conto de Frank Martin
COMO O REI VIKRAM APRISIONOU UM VAMPIRO
por Richard Francis Burton
CÂNTICO ÀS TRÊS VAMPIRAS
por Rubens Francisco Lucchetti
A FÁBULA DO MUSTANG COR-DE-SANGUE
por Rubens Francisco Lucchetti
É NOITE SOBRE A CIDADE
por Rubens Francisco Lucchetti
EVA
por Rubens Francisco Lucchetti
A SECRETÁRIA PERFEITA
um conto de R. F. Lucchetti