Ano 4 - nº 12 - fevereiro/maio de 2012

ALGUMAS CURIOSIDADES SOBRE O FILME EM BUSCA DE UM SONHO
Marco Aurélio Lucchetti



Em Busca de um Sonho (Gypsy, 1962) é uma cinebiografia de Gypsy Rose Lee (pseudônimo de Rose Louise Hovick, 1914?-1970), stripper que foi uma das responsáveis por tornar o strip-tease uma arte tipicamente americana.



O filme é basicamente a versão cinematográfica do musical Gypsy a Musical Fable, que estreou na Brodway em 1959 e foi baseado no livro Gypsy – A Memoir (1957), escrito por Gypsy Rose Lee.



Quando foi convidado a participar da fita, Karl Malden achou que o diretor Mervyn LeRoy o havia confundido com algum outro ator. Depois, porém, declarou: “Trabalhar num musical e usar roupas de um artista de vaudeville foi uma ótima experiência. Estou acostumado a levar meus personagens para casa, e dessa vez os resultados foram muito mais agradáveis para mim e meus amigos...”



As polainas cinzentas e a cartola negra que Karl Malden usou em sua primeira seqüência de canto e dança no filme foram usadas originalmente por Adolphe Menjou. Já as egretes vistas no chapéu de Rosalind Russell (no filme, ela interpretou o papel de Rose Hovick, a mãe de Gypsy Rose Lee) pertenceram a Theda Bara, a mais famosa vamp do cinema mudo.



Rosalind Russell passou semanas aprendendo a tocar castanholas para uma cena do filme. Teve de trabalhar com uma ovelhinha, um macaco, uma vaca e um papagaio, que obviamente não haviam sido criados com gente educada. Quando Polly, o papagaio, pôs-se a falar uma série de palavrões, foram obrigados a fechar seu bico com fita transparente até o final da cena.



Certo dia, Gypsy Rose Lee visitou o estúdio, para assistir às filmagens. E, não contendo a emoção, ao ver que fora construída uma réplica do Minsky’s Burlesque de Nova York e que Natalie Wood recriava com perfeição o número que lhe dera fama, disse: “Voltei ao ano de 1934 e estou sentindo-me novamente em casa!”



Além de strip-teaser, Gypsy Rose Lee também foi atriz de Cinema. Trabalhou em diversos filmes (nos créditos de muitos deles apareceu com o nome de Louise Hovick): Ali Babá É Boa Bola (Ali Baba Goes to Town, 1937), Aí Vem o Amor (You Can’t Have Everything, 1937) Minha Boa Estrela (My Lucky Star, 1938) Três Moças Sabidas (Sally, Irene and Mary, 1938), Noivas de Tio Sam (Stage Door Canteen, 1943), A Bela do Yukon (Belle ot the Yukon, 1944), Kyra, A Escrava de Bagdá (Babes in Bagdad, 1952), A Loucura de Mimi (Screaming Mimi,  1958), Jornada Tétrica (Wind Across the Everglades, 1958), entre outros. E foi assistindo a algumas dessas fitas que Natalie Wood aprendeu a imitar os trejeitos da ex-stripper.



Mervyn LeRoy descobriu que aspergindo o ar com perfume, antes de cada tomada, Natalie Wood parecia mais exótica. “Os perfumes influenciam minhas emoções,” admitiu ela, “do mesmo modo que a música influenciava os atores do cinema mudo.”



No filme, Amor, Sublime Amor (West Side Story, 1961), a voz de Natalie Wood foi dublada, nas cenas de canto, pela da soprano Marni Nixon. O mesmo já não aconteceu em Em Busca de um Sonho, no qual Natalie pôde, enfim, mostrar a todos seu talento como cantora.



Na fita, Roxanne Arlen interpretou uma stripper. E, como tinha de usar um sutiã e uma calcinha adornados com lâmpadas acesas, Mervyn LeRoy previniu-a:  “Não ouse sentar-se. Pode provocar um curto-circuito; e, com isso, paralisar o filme!”



A atriz Faith Dane – hoje, pouco lembrada – trabalhou em Em Busca de um Sonho e em Gypsy a Musical Fable, interpretando uma strip-teaser.



Poucas pessoas já ouviram falar de Sol Dreifuss. Nos bons tempos do teatro burlesco, o trabalho de Sol era examinar os zíperes das roupas usadas por algumas famosas strippers, como Gypsy Rose Lee, Ann Corio, Georgia Sothern e Margie Hart. Em Em Busca de um Sonho, ele foi encarregado de examinar os zíperes das roupas usadas por Natalie Wood e as demais atrizes (Betty Bruce, Faith Dane e Roxanne Arlen).



Em 1993, foi produzido um filme para a TV, Gypsy, baseado em Gypsy a Musical Fable. Então, Bette Midler interpretou o papel de Rose; e Cynthia Gibb, o de Gypsy Rose Lee.



Ellen Evangeline Hovick, a irmã de Gypsy Rose Lee, foi atriz de Cinema, usando o nome de June Havoc.